Território Corpo: Entre Brasil e África Negra - Oficina Rastros e Macumbarias: ConversAções Negras na Cena, com Tieta Macau (MA) - Inscrições Abertas

02–05 dezembro 2020

 

No Mês Negro e da Diversidade no CCVM, o programa  Território Corpo: Entre Brasil e África Negra
realiza a oficina 
Rastros e Macumbarias: ConversAções Negras na Cena, com Tieta Macau (MA),  de 02 a 05/12 , das10 às 11h.

A artista apresenta alternativas e metodologias/procedimentos de criação (danças, teatralidades, musicalidades ) em perspectivas afro orientadas, a partir de um corpo negro em diáspora. A proposta é dançar e conversar sobre as experiências e trajetos de criações e observar rastros de outros artistas negros atuantes na cena contemporânea do nordeste brasileiro, a fim de estabelecer diálogos entre o corpo contemporâneo e matrizes ancestrais, populares e urbanas.

Tieta Macau é artista transdisciplinar, criadora de macumbarias cênicas e outras espirais. Atua na relação constante entre memória e ancestralidade e a poética do rastro. Pesquisa processos de criação afroreferenciados, poéticas populares e afrodiaspóricas e escrita em dança. Uma das criadoras do Coletivo DiBando, atua com vários artistas e grupos do Maranhão e do Ceará, como Afrôs, Brecha Coletiva, LABORARTE e Viramundo.

Os interessados em participar, devem enviar nome completo, telefone e nome da oficina que desejam se inscrever para o e-mail: contato@ccv-ma.org.br. A oficina será transmitida pela Plataforma Zoom. Inscrições gratuitas. 80 vagas.


Relacionados